A importância de cuidar da saúde para os estudos

O corpo humano é um todo conectado por partes, isto é, composto de mente, corpo e emoções. Para estar em equilíbrio, é preciso que todas as partes estejam funcionando de igual maneira e, para isso, é preciso cuidar da saúde de um modo geral.

Estudantes que prestam concursos públicos, muitas vezes, pensam que somente precisam cuidar e exercitar a mente, lendo e estudando muito. Porém, é importante saber que o corpo físico e as emoções fazem a diferença tanto quanto a mente no bom aproveitamento da concentração e em todos os processos do conhecimento. Quando algo não vai bem em nosso corpo, está em desequilíbrio, afeta e prejudica outras partes também, fazendo com que surja uma série de problemas em nosso sistema, como: mal estar, dores, tensões, complicações e até doenças.

Sendo assim, o concurseiro precisa ter a consciência de que estudar muito pode levá-lo à conquista de uma vaga em um concurso público, porém se ele estiver cuidando da saúde do corpo e das emoções da mesma forma. Por isso, abaixo listamos algumas dicas de como se cuidar melhor para estar preparado para enfrentar os processos seletivos:

Cuidando do corpo

Para cuidar do corpo, são duas maneiras simples e básicas, mas que exigem disciplina: boa alimentação e prática de exercícios físicos. A adoção desses dois cuidados não somente garante o equilíbrio e o bom funcionamento do corpo, mas também influencia diretamente no campo mental e emocional.

Ter uma alimentação saudável e equilibrada auxilia a fornecer energia necessária para enfrentar as longas horas de estudos, aumentando a disposição do estudante. Apostar em alimentos que realizam a desintoxicação do corpo é uma ótima maneira, também, de proporcionar leveza e fortalecer o sistema imunológico, evitando doenças e mal estar.

Além dos cuidados com a alimentação, o concurseiro deve também adotar a prática de exercícios físicos, que é fundamental para manter o bem estar e a disposição para realizar as tarefas diárias. Praticar atividades físicas não somente melhora, como também contribui para o desenvolvimento das capacidades intelectuais. Por uma questão neurofisiológica, as atividades físicas auxiliam, e muito, no campo mental de uma pessoa, repercutindo no processo de conhecimento e na manutenção de tudo que o cérebro vai assimilando ao longo dos estudos.

Os cuidados com o corpo, tanto na alimentação quanto na prática de exercícios físicos, não somente estão ligados com o cuidado e a manutenção da boa saúde mental, mas também no equilíbrio e bem estar das emoções. Afinal, certos alimentos e as atividades físicas auxiliam no funcionamento do sistema emocional, aliviando o estresse, diminuindo as tensões, proporcionando relaxamento e disposição, garantindo um aprendizado mais eficaz.

Escolher alimentos que auxiliam a manter o bom humor estimula a produção de neurotransmissores como a serotonina, dopamina, noradrenalina e acetilcolina, substâncias que transmitem impulsos nervosos para o cérebro, causando sensação de prazer e bem estar. Exemplo de alguns alimentos que têm essa função: banana, cacau, aveia, milho, vegetais de folhas escuras, oleaginosas, etc.

Os exercícios físicos também auxiliam a liberar substâncias que promovem o bem estar, como a endorfina, aumentando a motivação, alegria e disposição. Esses hormônios ainda fazem com que a sensação de leveza e disposição durem algumas horas após a prática.

Como vimos, é importante cuidar da alimentação e da saúde do corpo físico, porém não deve ser algo que o estudante faça contrariado ou a força, pois os benefícios não serão efetivamente aproveitados. É preciso escolher uma atividade que seja prazerosa para ele, da qual ele tenha preferência (caminhada, corrida, musculação, dança, etc). Assim como a alimentação deve ser naturalmente, e aos poucos, integrada na rotina.

 

CONCURSO ABERTO – DETRAN/CE

Compre aqui a Apostila concurso DETRAN CE.

Cuidando das emoções

Apesar de muitas pessoas associarem doença instantaneamente ao corpo físico, há doenças também no sistema emocional que causam diversos males e interferem na vida das pessoas. Mente e emoções andam bem próximas, pois uma não funciona bem enquanto a outra não estiver em equilíbrio.

Segundo a definição da Organização Mundial de Saúde (OMS), saúde emocional “é um estado de bem-estar onde o indivíduo realiza suas próprias habilidades, lida com os fatores estressantes normais da vida, trabalha produtivamente e é capaz de contribuir com a sociedade”. Portanto, daí podemos constatar que, se a saúde emocional não estiver com seu funcionamento positivo, não há como levar uma vida de forma equilibrada e produtiva.

Quando se pensa em estimular o sistema mental, muitas vezes não se leva em conta o cuidado com o sistema emocional, porém uma pessoa emocionalmente doente não pode ser uma pessoa mentalmente saudável. Ansiedades, nervosismos, pânicos, dores, tensões, etc., causam bloqueios mentais, insônia, estresse e contribuem para que o aproveitamento dos estudos não seja satisfatoriamente alcançado. Muitos problemas de ordem emocional impactam e prejudicam as atividades mentais.

Para cuidar das emoções, portanto, não é necessário ir diretamente a medicamentos químicos que suprimem os sintomas negativos. Pequenos passos e atitudes diários podem contribuir para alcançar o equilíbrio emocional utilizando-os em benefício dos estudos e do próprio bem estar. Algumas dicas podem ajudar a dar o primeiro passo:

14

– Fazer um cronograma de estudos: assim, o estudante sabe o tempo que tem disponível para estudar diariamente e até o momento da próxima prova. Com isso, ele evita as correrias de “última hora”, evitando, também, nervosismos e preocupações;

– Praticar exercícios físicos: como já comentado acima, a prática de exercícios físicos auxilia a manter o bem estar e evitar diversos males;

– Reservar um momento para lazer e entretenimento: quem concorre em muitos concursos públicos, sabe que são necessárias muitas horas de estudos, durante um longo período de tempo. Porém, reservar espaço para os momentos de lazer e entretenimento é muito importante para manter a descontração e a alegria do dia a dia;

– Respiração correta: estudos já constataram que uma respiração correta, aquela realizada de maneira lenta e profunda, traz inúmeros benefícios. Durante a respiração profunda, o cérebro recebe uma mensagem tranquilizadora, reduzindo a frequência cardíaca e a quantidade de hormônios de estresse na circulação, além de diminuir a pressão arterial. Tudo isso proporciona uma sensação de calma, combatendo, assim, a ansiedade, a angústia e o nervosismo. A respiração, também, leva oxigênio para as células e promove a saída de gás carbônico, eliminando as toxinas do corpo.

A saúde de um ser humano, como um todo, começa nas emoções, é processada pela mente e é materializada no corpo físico. Por isso, cuidar de si próprio de forma completa é a alternativa correta para quem quer passar não somente em um concurso público, mas na vida de maneira geral.

Leia mais sobre Saúde Capilar